Reciclagem: a importância de separar o lixo!



Nesta semana junto com o Dia Mundial do Meio Ambiente, devemos relembrar o princípio dos 3 R´s (reduzir, reutilizar e reciclar), assim saber separar o lixo para reciclagem é fundamental para alcançar o objetivo de um dos um dos “R´s” - Reciclar.


A reciclagem ajuda na retirada de diversos materiais, que levam anos para decompor, do lixo comum. Por exemplo, o plástico leva 450 anos e o vidro até um milhão de anos para decompor, A maior parte dos resíduos domésticos vão parar em lixões a céu aberto ou em aterros sanitários cuja capacidade máxima já está próxima do limite, por isso a importância de separar o lixo para reciclagem.


A reciclagem doméstica é fundamental para melhorar o problema do lixo doméstico, além de ser super fácil e eficaz. Veja algumas das medidas que você pode aplicar no cotidiano.


5 Dicas para separar o lixo para reciclagem:


  1. Separe os materiais orgânicos dos recicláveis: O lixo orgânico é aquele que provém de origem animal ou vegetal, como;

  2. restos de alimentos, madeira,cascas, sementes, etc,e deve ser descartado em um recipiente próprio. Resíduos como alumínio, plásticos, papéis secos, metais e vidros podem ser reciclados. Tome cuidado pois alguns materiais não são recicláveis: Papel-carbono, etiqueta adesiva, fita crepe, guardanapos, fotografias, filtro de cigarros, papéis sujos, papéis sanitários, copos de papel. Cabos de panela e tomadas. Clipes, grampos, esponjas de aço, canos. Espelhos, cristais, cerâmicas, porcelana. Pilhas e baterias de celular devem ser devolvidas aos fabricantes ou depositadas em coletores específicos.

  3. Como enviar o lixo para reciclagem: Lave (de preferência com água de reúso) as embalagens do tipo longa vida, latas, garrafas e frascos de vidro e plástico. Seque-os antes de depositar nos coletores. Papéis devem estar secos, podem ser dobrados, mas não devem ser amassados. Embrulhe vidros quebrados e outros materiais cortantes em papel grosso (do tipo jornal) ou colocados em uma caixa para evitar acidentes. Garrafas e frascos não devem ser misturados com os vidros planos.

  4. Separe o óleo de cozinha usado: Guarde o óleo usado em garrafas ou recipientes fechados com tampa e envie-os para reciclagem. Algumas ONGs e empresas se dedicam a essa coleta, e realizam a transformação deste produto, pesquise uma na sua cidade ou no seu bairro.

  5. Separe o lixo eletrônico: Nunca jogue lixo eletrônico no lixo comum! O descarte incorreto pode contaminar o solo com os componentes químicos presentes nos eletrônicos. Eletrodomésticos podem ser enviados a ferro velhos ou procurar a empresa fabricante. Muitas operadoras de celulares, prestam serviço de reciclagem, algumas contam até com postos de coleta para baterias e aparelhos. Verifique os pontos de coleta da sua cidade! Outra alternativa para reciclar eletrônicos é recorrer a ONGs especializadas.

  6. Coleta seletiva: além de separar o que é reciclável do que não é, quando possível, separe em recipientes de cores diferentes: papel, plástico, vidro, metal, lixo orgânico e materiais não recicláveis.


Dicas Importantes:

  • Papéis: Todos os tipos são recicláveis, inclusive caixas do tipo longa-vida e de papelão. Não recicle papel com material orgânico, como caixas de pizza cheias de gordura, pontas de cigarro, fitas adesivas, fotografias, papéis sanitários e papel-carbono.

  • Plásticos: 90% do lixo produzido no mundo são à base de plástico. Por isso, esse material merece uma atenção especial. Recicle sacos de supermercados, garrafas de refrigerante (pet), tampinhas e até brinquedos quebrados.

  • Vidros: Quando limpos e secos, todos são recicláveis, exceto lâmpadas, cristais, espelhos, vidros de automóveis ou temperados, cerâmica e porcelana.

  • Metais: Além de todos os tipos de latas de alumínio, é possível reciclar tampinhas, pregos e parafusos. Atenção: clipes, grampos, canos e esponjas de aço devem ficar de fora.

  • Isopor: Ao contrário do que muita gente pensa, o isopor é reciclável. No entanto, esse processo não é economicamente viável. Por isso, é importante usar o isopor de diversas formas e evitar ao máximo o seu desperdício. Quando tiver que jogar fora, coloque na lata de plásticos. Algumas empresas transformam em matéria-prima para blocos de construção civil.

7 visualizações

VAMOS CONVERSAR

  • YouTube
  • LinkedIn
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Branca Ícone Pinterest

© 2019 por Eduardo Campelo