OITO SEGREDOS PARA RESTABELECER A CONFIANÇA COM OS STAKEHOLDERS EM 2021



Nos últimos meses, os CEOs mais importantes do mundo fizeram diversas declarações sobre um modelo econômico que levam em consideração todos os stakeholders e que seja mais sustentável para o mercado atual.

Ai fica aquela dúvida no ar. Estamos realmente testemunhando o nascimento de um novo modelo de gestão?


>>>>> VEJA MAIS CONTEÚDOS EXCLUSIVOS! <<<<<

Em Agosto de 2019, os principais meios de comunicação dos Estados Unidos ecoaram em suas primeiras páginas uma declaração assinada por 180 empresários e CEOs norte-americanos para um modelo de negócios que estivesse a serviço de todos os grupos de interesse (stakeholders), não apenas acionistas. Alguns dias depois, duzentos empresários e CEOs europeus publicaram o manifesto “Por uma Europa Sustentável”, que colocou os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas como um marco para criar valor para todos os grupos de interesse na próxima década. As empresas mais importantes do mundo estão se movendo rapidamente em direção a um esquema de liderança responsável, e cujo objetivo é fortalecer de maneira muito mais proativa e com confiança de seus grupos de interesse para poder competir e atrair recursos. Todas as declarações levam ao aumento de confiança dos stakeholders e esse processo deve ser firmemente baseado em oito principios:

  1. Do propósito ao propósito compartilhado. Muitas empresas devem revisar ou redesenhar seu propósito corporativo com visões mais elevadas.

  2. Recuperar a visão a longo prazo. Construir credibilidade em torno de uma nova proposta de valor para cada um dos grupos de interesse. As inclinações de diferentes grupos de interesses convergem no longo prazo, enquanto que, frequentemente, colidem a curto prazo. Daí a sua dificuldade.

  3. Do gerenciamento de riscos ao gerenciamento de oportunidades. As organizações que entendem que a única coisa permanente é a mudança, serão capazes de antecipar e tirar proveito das novas oportunidades criadas em torno das mudanças.

  4. Da responsabilidade ao compromisso. Será necessário desenvolver sistemas de boa governança que evoluam do cumprimento normativo para o conhecimento e avaliação das expectativas dos stakeholders, tanto da perspectiva da oportunidade quanto do risco de reputação.

  5. Do diálogo à conversação. O novo paradigma de liderança social das empresas exige avançar de um processo de diálogo para uma conversa genuína, através da criação de plataformas colaborativas, espaços de colaboração e compromisso, no qual os stakeholders possam participar ativamente no desenvolvimento de soluções.

  6. Da criação de valor à criação de valor com os stakeholders. As possibilidades de criação de valor sustentável, deixando as pessoas para as quais a empresa atua, é o caminho mais curto para o sucesso.

  7. Do resultado ao impacto. Um eixo chave da liderança responsável que está emergindo, está relacionado ao gerenciamento, medição e comunicação do impacto da atividade empresarial na sociedade.

  8. Sistematizar a gestão em busca da excelência. Tudo isso funcionará se formos capazes de articular um sistema de gerenciamento que provoque a excelência no dia-a-dia, este es un recto excitante que necesita personas con visión y aspiración para crear legados.

>>>>> VEJA MAIS CONTEÚDOS EXCLUSIVOS! <<<<<

7 visualizações

VAMOS CONVERSAR

  • YouTube
  • LinkedIn
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Branca Ícone Pinterest

© 2019 por Eduardo Campelo