Como criar uma lista de emails e Leads do zero: 5 passos essenciais



Muita gente conhece os benefícios de uma generosa lista de emails: é um excelente ativo e permite que a empresa impulsione tanto a promoção de novos conteúdos de marketing quanto concretize negócios.


Para empresas que trabalham com vendas mais complexas, o relacionamento via email com os Leads torna o processo mais fácil e efetivo. Na prática, porém, muitas esbarram em como criar uma lista de emails para chamar de sua.


Você já deve saber, mas se ainda não sabe, fica a dica: comprar listas de Leads é uma grande furada. O ideal é construir uma por conta própria, pois só assim ela refletirá a expertise da sua empresa perante o mercado e terá Leads qualificados e interessados no seu tema.


O caminho é trabalhoso, mas garantimos que a iniciativa funciona e se paga. Neste post, vamos ensinar como criar uma lista de email em 5 passos.

5 passos para criar uma lista de emails do zero

Em resumo, estas 5 etapas simples garantem uma enxurrada de contatos para o seu negócio:

  1. Preparação para gerar Leads

  2. Configurações iniciais e ofertas para geração de Leads

  3. Criação de Landing Page para conversão

  4. Promoção da Landing Page para novos visitantes

  5. Avaliação de resultados e planejamento dos próximos passos

Vamos detalhar cada um dos passos a seguir:


1. Preparação para gerar Leads


Tudo começa com uma pergunta básica: por que eu quero gerar Leads? Essa questão é importante para alinhar a expectativa. A geração de Leads é um investimento no relacionamento e rende frutos no longo prazo. De forma geral, quanto maior o ticket e a complexidade da compra, mais o Lead deverá ser educado até decidir pela compra.


Tomemos como exemplo a diferença do processo de compra de um curso numa universidade e de uma capinha de celular. Enquanto no primeiro caso o comprador pondera uma série de características antes de fechar negócio, no segundo, normalmente, ele compra de forma impulsiva e pouco planejada.


Nesse contexto fica claro que a empresa de educação tem muito mais perspectiva de conseguir direcionar o Lead por meio de informação e relacionamento do que a loja de acessórios para celular. Mas mesmo ela pode enxergar valor em se relacionar com uma base e fazer vendas ocasionais se pensar a longo prazo.


É o momento de refletir sobre uma segunda pergunta: que tipo de Leads estou buscando? Para respondê-la, precisamos saber quem são os consumidores do nosso produto ou serviço.


Uma boa maneira de formalizar essa informação é por meio da criação de personas, que é a personificação das características do seu consumidor. Quanto mais o Lead for parecido com a sua persona ideal, maiores são as chances de ele vir a se tornar seu cliente.


Ter plena consciência a segunda resposta é a base para a pergunta final: como atrair o interesse desses Leads? Aqui cabe pensarmos qual é a melhor oferta possível para as nossas personas e onde comunicá-la para que as pessoas certas a encontrem. Sabemos que cada negócio é único e por isso essas escolhas vão variar conforme o segmento.

Ao longo do texto, detalharemos melhor os principais tipos de ofertas e canais de aquisição, para que coloquemos em prática nossa primeira hipótese.


2. Configurações iniciais e ofertas para geração de Leads


Entre tantas possibilidades de ofertas para atrair Leads, cabe a você identificar o que é mais interessante para o seu público. Separamos as possíveis iscas em quatro grandes grupos conforme o custo-benefício e a indicação de uso de cada uma delas.


2.1 Conteúdo


São eBooks, webinars e minicursos, todos com o objetivo de educar os Leads sobre como podem resolver um problema ou aproveitar uma oportunidade de negócio. Capacitar o mercado confere autoridade à sua empresa perante os mecanismos de busca como o Google.


Se você precisar de ajuda, temos um material completo para acelerar essa tarefa. É o eBook + template Como fazer um eBook: do planejamento à diagramação, criado em parceria com a Soap. Interessante e valioso, esse é um formato que possui altas taxas de conversão, gerando muitos Leads qualificados.


2.2 Ferramentas


Tratam-se de planilhas simples e templates, que ajudam o Lead a reconhecer um problema ou a resolvê-lo. O interessante desse tipo de oferta é a capacidade de atrair Leads avançados no processo de compra, que estão buscando maneiras de colocar suas ideias em prática.


Um exemplo é a nossa planilha de Planejamento de Automação de Marketing, que ajuda a pensar em quais conteúdos criar e como organizá-los dentro de um fluxo de Automação de Marketing.


2.3 Promoção


É uma forma clássica mas ainda bastante eficiente de chamar a atenção. Cupom de desconto ou sorteio são exemplos desse tipo de recurso, cuja grande vantagem é o potencial de buzz e viralização.


Uma ressalva importante: cuide para não atrair Leads que pouco ou nada têm a ver com a sua persona. Às vezes podem chegar pessoas que só querem o prêmio e não têm interesse de criar um relacionamento com seu negócio.


2.4 Ofertas de contato


São exemplos os links de contato no site da empresa, solicitações de orçamento e o pedido de avaliação de marketing, no caso da RD. Por se tratarem de solicitações do Lead para a empresa, essas ofertas são capazes de trazer pessoas mais avançadas no processo de compra, que possuem dúvidas claras ou estão avaliando a aquisição da sua solução.


É válido ressaltar que muitas vezes a empresa tem materiais internos que podem servir muito bem como oferta. Seja um manual, um treinamento para a equipe ou ainda uma planilha usada na rotina de trabalho, cabe a você pensar o que é relevante compartilhar com o seu público.


3. Criação de Landing Page para conversão


Definida a oferta mais relevante para o seu público-alvo, peça em troca as informações do usuário. Para isso, usamos uma Landing Page, uma página designada exclusivamente para a conversão e pensada de forma a gerar o menor atrito possível nessa ação. Os elementos que devem ser observados na hora de criar uma Landing Page são:


Otimização para os mecanismos de busca (SEO)


Fazer SEO é uma forma de tornar a sua oferta mais propensa a ser encontrada por quem pesquisa o assunto em ferramentas como o Google. Geralmente, as ofertas são interessantes e tendem a ter alguma repercussão, por isso a página tem bastante potencial de ficar em boas posições.


Otimização para conversão


Aqui pense no texto que explica a oferta. Ele deve transmitir ao visitante o valor e o benefício do conteúdo e ter um design profissional. No formulário de conversão, inclua campos que revelem informações essenciais dos usuários.


>> LEIA MATERIA COMPLETA! <<

4 visualizações

VAMOS CONVERSAR

  • YouTube
  • LinkedIn
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Branca Ícone Pinterest

© 2019 por Eduardo Campelo